Grécia - uma viagem deslumbrante!

Sem dúvida, umas das viagens mais fantásticas da minha vida.
Chegamos pela manhã ao aeroporto de Athenas. Já na aproximação pudemos apreciar a bela vista da cidade e de suas praias paradisíacas. De taxi fomos ao centro procurar um hotel. Queríamos ficar o mais próximo do Parthenon, símbolo da arquitetura da antiga Grécia. Descobrimos o bairro Plaka. E que gostosa descoberta. É o bairro boêmio da cidade, com os melhores e mais agitados bares, restaurantes, cafés, lojas e muito mais. As lojas de souvenir ficam abertas até a meia-noite. As duas principais ruas do bairro, e que valem uma bela caminhada, são Adrianou (onde nos hospedamos) e a Kidathineon, onde encontramos o Bretto's bar, uma famosa destilaria grega que produz o "Ouzo" bebida típica local. O visual do bar é surpreendente. As paredes são decoradas com prateleiras em madeira repletas de garrafas coloridas e de formas variadas, formando um conjunto harmonioso e divertido. O bairro é bem localizado, próximo a tudo que gostaríamos de conhecer.

Athenas - Ágora

Iniciamos nosso passeio rumo a Acrópolis, onde se encontra o Parthenon.
Iniciamos pela Praça Monastiraki, onde saboreamos o famoso churrasquinho grego, o souvlaki ou gyro pita, composto de um pão especial (tipo árabe), molhos diversos e fatias de carne. Tem até opção com coalhada. Continuamos a caminhada pelas ruas do bairro passando por belas praças, como a Sindagma, e visitamos monumentos impressionantes, como o Edifício do Parlamento, onde acontece a troca da guarda, o Zappeion, belíssima construção semi-circular, o Athenas Stadium, o Templo de Zeus, os Teatros Dionísio e Odeon e muito mais.

Teatro de Herodion

Mas nossa ansiedade e olhares estavam voltados para Acrópolis. Começamos a subir e a emoção ia tomando conta enquanto nos aproximávamos de um dos símbolos mais marcantes e importantes de nossa história. Quando chegamos ao Parthenon ficamos extasiados. É simplesmente impressionante e indescritível. Ficamos paralisados por uns 20 minutos apreciando tamanha beleza, imponência e história.

Parthenon

Neste complexo arquitetônico, encontra-se o Erechteum, com suas colunas em forma de mulheres, as Cariátides. Essas jovens de Cária, na Ásia Menor, seriam aliadas dos persas e foram condenadas a sustentar em suas cabeças o pesado teto do templo.
Após passar a tarde admirando incansavelmente a Acrópolis, descemos rumo ao bairro de Plaka, com uma parada na rua Ifestou, um verdadeiro "mercado de pulgas", cujo melhor dia para conhecê-la é domingo.
Athenas fica ainda mais bonita durante a noite, principalmente vendo Acrópolis do monte Licabettus, onde se tem que tem uma belíssima vista da cidade.

Japão

ILHAS GREGAS

Depois de ficarmos encantados com Athenas, dedicamos uma semana para conhecer as ilhas gregas.
A Grécia é constituída por mais de duas mil ilhas, das quais, aproximadamente, duzentas são habitadas. É o lugar ideal para o viajante que deseja viver a essência da cultura ocidental em um conjunto harmônico de arquipélagos surpreendentes. Cultura, arte e costumes se mesclam com uma paisagem envolvente de águas cristalinas e azuis infinitos que perduram na memória de quem as visitam. Ilhas com arquitetura peculiar, mitologia, e uma amável hospitalidade. Cada ilha, um sonho, ou melhor, um desejo realizado.
As Cíclades são as preferidas pelos turistas do mundo inteiro. Belas praias, casinhas brancas, mosteiros e moinhos. O destaque é para Mykonos, famosa pela badalação noturna e pelas praias de nudismo. A Outra ilha de destaque e também muito procurada é Santorini, ilha de formação vulcânica e dona de um dos cartões postais mais conhecidos do arquipélago, a igrejinha branca de cúpula azul.
No Dodecaneso, a dois passos da Turquia, encontram-se ilhas históricas, entre elas Rodes, famosa pelo Colosso, uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo; e Patmos, onde se encontra o Monastério de São João, um dos locais mais sagrados para o Cristianismo, onde o Apóstolo escreveu os textos do Apocalipse.
Nosso ponto de partida foi o porto de Pireus, a 9 km do centro de Athenas. Em Pireus encontramos diversas companhias de cruzeiros marítimos e Ferry Boats para as ilhas gregas, Turquia e Egito. A oferta é grande. A outra opção para se chegar as ilhas é de avião, mas preferimos gastar menos.
A maior dúvida era por onde começar. Decidimos pela badalação, Mykonos.
Embarcamos num Ferry Boat lotado de jovens turistas do mundo inteiro. O percurso era de aproximadamente 6 horas, com paradas em pequenas ilhas, como Siros e Tinos, uma mais bela que a outra. A maioria dos turistas iriam desdembarcar em Mykonos. Logo na chegada entendemos o porquê. A ilha é um verdadeiro paraíso. Praias exuberantes, paisagens agradáveis, vila charmosa com lojas, cafés, bares, restaurantes e uma noite pra lá de agitada. A badalação é tanta que a ilha possui dois "Hard Hock Café". Não poderíamos começar melhor.

Mykonos

Ficamos três noites em Mykonos e curtimos bastante. Alugamos uma scooter e desbravamos muitas de suas praias, como: Paradise, Super-paradise, Kalafate, entre outras. A tarde andávamos pela vila e pelos famosos moinhos. A noite saíamos em busca do agito, e era o que não faltava.

Kalafate

De Mykonos fomos a Patmos, visitar a Vila de Choros, que abriga o deslumbrante Monastério de São João, uma verdadeira fortaleza, onde o Apóstolo escreveu os textos do Apocalipse. O Monastério é rico em capelas, afrescos e tesouros do museu, composto de livros, manuscritos, mosaícos e esplêndidas vestimentas medievais, além de jóias. Do Monastério fomos ao "Grotto" do Apocalipse. Acima do Grotto está a igreja do Apocalipse, uma sub-unidade do Monastério principal. Visite o grotto e veja os pontos de prata na parede que marcam o local onde o autor escreveu o Livro das Revelações. Impressione-se também com a rachadura de três dobras feita pela "Voz de Deus" para enfatizar a honra da divina trindade.

Patmos

De Patmos fomos a Kusadasi, na Turquia. Visitamos este belo e colorido litoral Turco, com seu famoso mercado de Jóias, tapetes, couro, souvenir etc... De Kusadasi fomos a cidade bíblica de Efesus. A cidade é um paraíso histórico, com destaque para o Templo de Diana, uma das setes maravilhas do mundo antigo; a casa onde a Virgem Maria viveu seus últimos dias; a última casa de São João; a Biblioteca de Celsus (construída em 135 antes de Cristo), adornada com colunas e estátuas, e considerada uma das mais magnifícas ruínas dos tempos antigos); o banheiro térmico de Scolastika, que era aquecido à vapor com a circulação de água quente abaixo do piso, do mármore e das paredes, além do Fórum, o Odeon, a Fonte de Trajan, o Templo de Hadrian e Latrians, o Grande Teatro (com capacidade para 24.000 pessoas) e o famoso "Arcadian Way", onde Marco Antônio e Cleopatra fizeram juramentos.

Kusadasi

Efesus

De Kusadasi fomos a Rhodes conhecer o famoso Colosso, uma das setes maravilhas do mundo antigo. De lá seguimos para a encantadora Vila de Lindos, a mais importante das três grandes cidades da Grécia antiga, guardada por Muros Medievais construidos pelos cavaleiros de São João no século 13. O trajeto de 45 minutos até Lindos é marcado por um belíssimo visual com pequenas vilas pitorescas e as tradicionais casinhas brancas. Na chegada a Lindos ficamos maravilhados com a grande muralha, de onde surge a imponente Acrópolis de Lindos, a beira de um precipicio de 150 metros de alturam acima do nível do mar.
Da Acropolis temos uma impressionante vista da grande extensão do mar Egeu e da baía de São Paulo (cratera). Prosseguimos por uma grande escada que conduzia do Portico Helenístico até o Templo de Athena, considerado um dos Templos mais importantes do mundo do grego antigo. Atração à parte são as mulas oferecidas pelos muleteiros para fazer o trajeto.
Descemos e fomos curtir um bom banho na belíssim praia de Stegna, de águas cristalinas, que observamos lá de Acrópolis.
Voltamos a Rhodes e apreciamos uma vista panorâmica pela parte nova da cidade e seguimos para o no Monte Smith para uma visita na cidade velha. Visitamos as ruínas da cidade antiga de Rhodes, do temple de Apollo e do Stadium de Diagoras.

Rhodes

De Rhodes fomos a Creta, a maior ilha do Dodecaneso. Visitamos a capital Heraklion e a vila de Knossos. Knossos era a capital pré-histórica da civilização Minóica. Atualmente abriga o Palácio do Rei Minos, de 4.000 anos, parcialmente reconstruído, com belas pinturas e afrescos. O Palácio fica a 30 minutos de Heraklion, é famoso por possuir o primeiro sistema de duto para transporte de água e por possuir também, em seu subsolo, o mais famoso Labirinto, onde se escondia o Minotauro, figura da mitologia grega, constituída metade homem metade touro.

Creta

De Creta fomos a famosa e deliciosa ilha de Santorini. A ilha é de formação vulcânica, com aproximadamente 3.500 anos. Na aproximação da Baía de Caldera, onde desembarcamos, pudemos perceber o formato da ilha em meia lua. A capital da ilha, Fira, está situada no topo deste vulcão de 600 m de altura, com vários, bares, restaurantes, lojas, joalherias etc... O acesso a Fira é via teleférico ou de burrinho (jegue). A ilha é um paraíso. Rodeada por uma mar de imensidão azul, a vila se destaca pelas casas de cores brancas. A vila é bem agitada, e o destaque é para o bar Vulcão, com uma bela vista do mar. A outra parte da ilha se destaca na produção de vinhos, chamados de "Cavanas".

Santorini

Após conhecer a Grécia não fica difícil entender de onde saiu a inspiração para os padrões estéticos de beleza que os gregos difundiram há centenas de anos!

Verifique a galeria de fotos da Grécia, convide seus amigos e participe desta aventura com o Clube do Turismo.



Voltar